Caio Junqueira Maciel

"Palavra atrai o que se lavra. Festa que presta é fazer de céu o que é seu"

— FRESTA NO CÉU

Cruzília. Mestre em Literatura Brasileira pela UFMG, onde dissertou sobre a poesia de Dantas Mota (livro inédito: Tempo e escritura nas Elegias do País das Gerais). É ensaísta, contista, poeta e letrista musical. Foi autor e editor da coleção Cadernos de Literatura Comentada, juntamente com o professor Gilberto Xavier (Edições H.G. 2000-2011). Publicou os livros de poemas Sonetos dissonantes (1980), Felizes os convidados (1984), Doismaisdoido é igual ao vento (1997) e Era uma voz: sonetos só pra netos (2006). Participa da antologia Jovens contos eróticos (Brasiliense, 1986). Tem parcerias com os compositores Newton Ribeiro (Parceiros do tempo, 2002) e Zebeto Corrêa (Outro lado da noite, 2005; Era uma voz, 2006; Trilhas da Literatura Brasileira, 2007; e Recados de Minas, 2009). Tem ensaios publicados em jornais e suplementos de Minas, São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal.

Oferece: participação em palestras sobre literatura brasileira, saraus, oficinas e shows com o músico Zebeto Corrêa e o designer Ruy Izidoro.

Crédito da foto: Ignácio Costa

 

Textos do Autor:

- Festa Absurda

Estilo é o talo do homem